• gallery

Meio-médio André Chatuba de volta: “Quero me aposentar aqui”

A RFT anunciou hoje oficialmente o retorno de André Chatuba ao seu grupo profissional de MMA. O faixa preta foi recebido pelos companheiros de treino e já está integrado à rotina do Centro de Treinamento no Rio de Janeiro. É o retorno de um grande talento da Luta-Livre Esportiva que  foi lançado no MMA pela Renovação Fight Team em 2006 e conquistou 11 vitórias em 12 combates. Hoje, Chatuba ostenta um cartel de 35 vitórias e 9 derrotas.

Contratado pelo evento russo “Fight Nights”, a primeira luta com o uniforme amarelo-e-preto será no próximo dia 26, em Moscou. “Assinei um contrato de 5 lutas e já na minha estreia venci com guilhotina”, conta. Chatuba vive um excelente momento profissional e em 2013 vem com uma sequência de 4 vitórias — três delas por finalização, especialidade da casa.

Um fato curioso é que já venceu dois atletas veteranos da RFT — Sérgio Junior e Julian Jabbá (maior veterano da academia).

Confira um bate-papo com Chatuba:

RFT.com.br O bom filho à casa torna?
Estou muito feliz em retornar, eu nunca tive nenhum problema aqui. Eu nunca deveria ser saído da RFT. Estou muito feliz por voltar e quero me aposentar aqui.

 

RFT.com.br – Nos conte sobre esse momento internacional da sua carreira.
Estou aqui na RFT com o pé direito! Assinei um contrato para cinco lutas com o Fight Nights da Rússia e no Equador com o SFE (Show Fighting Enterprise) onde estreei em março com vitória sobre um americano e devo disputar o cinturão no final de novembro.

RFT.com.br – Por que você decidiu voltar para a RFT?
Nunca tive nenhum problema de relacionamento com o Cromado. Eu sempre quis voltar, me sinto bem aqui.

RFT.com.br – Você acabou de cumprir um contrato na Team Nogueira, onde criou uma parceria com o Minotauro. Ele disse em uma entrevista que você era um verdadeiro tesouro que havia descoberto. Como era sua relação com ele?
O Minotauro é uma pessoa super humilde, muito gente boa. Ele gosta de ajudar as pessoas, tem um coração enorme. Tenho grande admiração por ele e sou muito grato. Mas lá a equipe tem muita gente e tem muita gente em volta dele.

RFT.com.br – E sobre o Cromado?
Tenho ótima relação com o Mestre Cromado. Mesmo depois que saí daqui, continuamos mantendo contato, nos encontrávamos em eventos e nunca houve uma inimizade. Sempre que nos encontrávamos eu dizia para ele que queria voltar mas ainda estava sob contrato com a outra equipe. Eu só saí da RFT porque um ex-treinador meu criou um problema e acabei tendo que sair por causa disso, fiz minha escolha mas nunca esqueci de onde eu vim, quem me valorizou. Respeito muito ele e estou feliz de ter voltado.

RFT.com.br – A Caçadores Team é a equipe da sua comunidade e que você fundou. Tem um lado social importante para jovens humildes, conta pra gente sobre isso.
Logo quando eu deixei meu outro treinador, eu tinha alunos, da minha comunidade, que vieram comigo. Tinha alunos de nível azul e roxa e para dar seguimento aos treinamentos fundei a Caçadores. A nossa base é a Luta-Livre e o Muay Thai. Tenho alunos que já estão começando a competir MMA e estamos indo muito bem.

Posted in: